0


Meu humor



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, BELO HORIZONTE, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Spanish, Esportes, Viagens, Rádio



Arquivos

Meus Links
 Quem é Cláudio Luiz?
 Os 12 participantes
 Tabela completa
 Regulamento
 Classificação
 Cruzeiro
 Democrata SL
 Democrata GV
 Ipatinga
 Ituiutaba
 Rio Branco
 Social
 Tupi
 Uberaba
 Villa Nova
 Atlético
 Tabela Módulo II
 América
 Os 12 times do Módulo-II
 Caldense
 Itaúna
 Formiga
 Ideal
 Poços de Caldas FC
 Uberlândia
 URT
 A Verdade da Copa 2014
 Marketing Rádio
 Blog do Juca
 Comunidade Camp Mineiro 2008
 Blog do Baião - Domingos Baião
 Clube Atlético Mineiro - Blog
 Gambetas
 Sou Cruzeirense
 Blog do Paulinho
 Café com notícias
 Blog do Carlos Ferreira
 Blog do Massi
 Eduardo Panzi




FUTEBOL MINEIRO
 


Rodada

O Cruzeiro esteve irreconhecível neste domingo, diante da Portuguesa no Canindé.

Em nada lembrou a equipe que conquistou quatro triunfos seguidos, com belas atuações e postura em campo.

Sorte da Portuguesa, que soube marcar os gols nos momentos certos e depois segurar o placar de 2 a 1 até o final.

Também irreconhecivel em relação as duas últimas partidas, esteve o Galo diante do Grêmio.

Se bem que uma derrota de quatro, diante do Grêmio na atual fase dos gaúchos e na situação em que o Atlético se encontra não é surpresa nenhuma.

As rodadas vão passando e passo a passo vamos conhecendo quem tem potencial para brigar pelo título e quem não tem.

 

 



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 17h59
[] [envie esta mensagem
] []





Galo x Santos

Mais importante que a vitória conquistada pelo Atlético na noite desta sexta-feira, diante do Santos, em Vila Belmiro, foi o poder de reação apresentado pela equipe.

O Santos chegou a fazer 2 a 0, e o time do técnico Marcelo Oliveira tinha tudo para sofrer mais uma larga derrota, principalmente pelo desânimo após o gol contra de Vinícius, o segundo do Santos.

Mas Galo que é Galo não desanima!

E foi assim, no segundo-tempo: o empate com Márcio Araújo logo aos cinco minutos e o gol da vitória com Raphael Aguiar aos 29min.

A reação já está acontecendo. Torcemos para que Marcelo Oliveira prove de uma ves por todas que está preparado para ser treinador profissional e para que o Galo volte a brigar, no mínimo, por uma vaga nas competições internacionais.

1a vitória fora de casa e um tabu de 60 anos quebrado.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 10h10
[] [envie esta mensagem
] []





Cruzeiro líder

As vitórias contra Fluminense (3 x 1) e de hoje (4 x 2), podem deixar uma falsa impressão de que o Cruzeiro está bem. Não é a verdade!

Infelizmente o time continua com os mesmos vícios. É verdade sim, que melhorou em alguns pontos, porem continua cometendo erros.

E demonstrou esta noite, contra o Náutico, no Mineirão.

Guilherme foi mais uma vez o destaque, com dois gols (um de pênalti) e um belo passe para Wágner. Henrique também num golaço fez o outro, terceiro do Cruzeiro no jogo.

Líder por algumas horas, talvez. Tomara que levante o moral da equipe e que continue evoluindo, mas por enquanto não dá prá dizer isto.

 

 

 



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 22h24
[] [envie esta mensagem
] []





Galo com Mineirão vazio

A maioria ouviu o clamor e não compareceu ao Mineirão, neste domingo, em protesto contra a atual situação do Atlético.

E o Galo venceu o Coritiba por 3 a 2, numa virada histórica diante de pouco mais de 6.500 torcedores.

O Coxa fez 2 a 0 com Keirrison e César Prates, contra, e cedeu o 2 a 2 ainda no primeiro tempo, com Gedeon, aos 30, e Petkovic, de pênalti, aos 45, para o Atlético.

No segundo tempo, duas expulsões e o Coritiba ficou com 10 jogadores em campo. Aos 27, Eduardo consagrou a virada do Galo que agora está uma posição acima da zona de rebaixamento.

 



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 10h55
[] [envie esta mensagem
] []





Campeonato Brasileiro

 

A rodada que será completada neste domingo promete muitas surpresas, tanto na série-“A”, quanto na série-“B”. Assim como ocorreu neste sábado.

 

Em Porto Alegre, o Grêmio venceu o Cruzeiro por 1 a 0, gol de Paulo Sérgio, aos 17 minutos do primeiro-tempo, com um Olímpico cheio.

 

A defesa do Cruzeiro causou pavor mais uma vez, graças a Espinoza, que tem sido um papai-noel antecipado para os adversários.

 

Assim, o Grêmio – que está jogando muito -, assumiu a vice-liderança deixando o Cruzeiro em terceiro e agora vai brigar diretamente com o Flamengo pelo primeiro lugar, embora a diferença seja de um ponto tanto pra cima quanto pra baixo.

 

Hoje, o Grêmio ainda quebrou sete anos de tabu contra o Cruzeiro, que por sua vez, completou cinco jogos sem vencer fora de casa.

 

Ipatinga e Fluminense, dois dos últimos colocados, venceram seus confrontos. O Ipatinga goleou a Portuguesa por 4 a 1, no Vale do Aço e o Flu ganhou do Figueirense por 1 a 0, no Maracanã, gol no finalzinho.

 

Assim, o Santos segura a lanterna, pelo menos até amanhã, quando enfrenta o Sport, na Vila Belmiro.

 

Domingo, que também é dia de prova para o Galo às 18:10h, no Mineirão, sem a presença em massa da torcida, que está certa em se ausentar, afinal ninguém vai ao teatro para aplaudir um espetáculo ruim.

 

E esta tem sido a tônica do Atlético no Brasileiro. Um time fraco, fruto de uma diretoria incompetente.

Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 21h19
[] [envie esta mensagem
] []





Galo em guerra com a própria torcida

Por THIAGO SARKIS*

A semana que antecedeu o jogo envolvendo Atlético e Coritiba no Mineirão ficará para a história como um dos momentos mais marcantes do ano do centenário do Galo. Não. O elenco medíocre montado pela igualmente anódina diretoria do alvinegro mineiro não conquistou qualquer título; sequer conseguiu vencer, convencer, transpirar, empolgar. Porém, sua sonolência acordou uma torcida que insistia em acreditar no apoio incondicional a qualquer equipe de onze cabeças-de-bagre que lhes fosse apresentada e impingida. Ou melhor, fez com que milhões percebessem que podem apoiar sem se submeterem a ultrajes que há muito vêm transformando um gigante do futebol nacional em um agonizante coadjuvante que só consegue ser protagonista na trama da Série B.

Há quase três décadas, exceto por lampejos nos anos noventa e no início do novo milênio, a massa atleticana está de mãos atadas frente às conquistas do maior rival e aos craques e times praticamente inquestionáveis que desfilaram nos gramados em azul celeste. Enquanto isso, do outro lado da lagoa da Pampulha, dirigentes de intentos e atitudes obscuras levaram atletas trôpegos a vestirem a camisa alvinegra e, conseqüentemente, colocaram o Atlético à beira do abismo. A solução encontrada pelo primeiro ministro relativamente fora de cena e a rainha em plena atividade? Dar um passo à frente.

A estratégia funcionou. O Galo afundou, mas, aparentemente, o povo cansou-se do ópio.

Menos de vinte e quatro horas após a derrota para o Cruzeiro na décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro, os atleticanos uniram forças e decidiram que eles, maior patrimônio e título conquistado em cem anos de história do clube, deixariam em silêncio o estádio que incessantemente fizeram tremer. A resposta foi imediata. Quarenta e oito horas depois de novo fracasso ante o rival, ciente do movimento da torcida, a diretoria anunciou ingressos a preços promocionais para as partidas contra Coritiba e Vitória no Estádio Governador Magalhães Pinto. Nenhuma novidade, apenas mais um narcótico oferecido aos torcedores.

No decorrer da semana, a camuflada "voz da massa" transmitida pelas ondas das rádios apresentou-se novamente em sua face real: a de principal voz da alta cúpula do Atlético-MG. Desta maneira, criticou severamente a postura dos atleticanos. Tentou demovê-los do protesto e convencê-los de que o certo era entrar no Mineirão e aplaudir cada canelada de seus "craques". Doses cavalares de "suco de papoula" que em nada resultaram.

Em meio a isso, poucos deram atenção à transação envolvendo o jovem Danilinho e o já rodado Lenílson. O primeiro, do Galo para o Jaguares do México. O segundo, do Jaguares do México para o Galo. Em outras palavras, uma troca que só serviu para evitar que o pequeno e habilidoso meia-atacante - em má fase - saísse de graça para o exterior no final do ano.

Com o protesto como alvo de polêmica e discussões, também passou despercebido o processo movido pelo Departamento Jurídico do Atlético contra torcedores que elaboraram e apoiaram um projeto de estádio próprio do Galo, ameaçando-os de multa diária de dez mil reais caso não retirassem seu site do ar. Segundo nota divulgada pela assessoria de imprensa do alvinegro, "(...) o Clube finalizou a elaboração de projeto para a construção de estádio próprio após 3 (três) anos de estudo e contatos com empresas com know-how internacional na área".

Na guerra, às vezes velada, noutras declarada, com aquilo que tem de mais precioso, os cartolas do clube mineiro fizeram finalmente aquilo que prometeram: utilizaram o veterano ídolo Marques para o marketing. O jogador, geralmente de poucas palavras, e fisicamente em estado terminal para o futebol, "subitamente" decidiu ir a público fazer um apelo para que a massa compareça ao Mineirão.

Não adianta mais. Até o final da tarde da última sexta-feira (19 de julho), 2.033 ingressos haviam sido vendidos; números insignificantes para uma instituição acostumada a figurar, no mínimo, entre as três com maiores médias de público em todos os campeonatos que disputa.

Que um gol ou uma vitória não reative o ópio que vem mantendo o Clube Atlético Mineiro nas mãos de gente incapacitada para o futebol e lamentavelmente perfeita para a política praticada no Brasil.

* Thiago Sarkis é redator da revista Roadie Crew, crítico musical, e publicou seus artigos em mais de trinta países nos principais periódicos do mundo de Rock, Pop, Blues, Jazz e Progressivo. Fora isso, é psicólogo... E louco por futebol.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 21h07
[] [envie esta mensagem
] []





Sondagem

Uma fonte me revelou neste fim-de-semana, em São Paulo, que  apresentador de programa esportivo, conhecido também por "Merchans Neles", tem sido a ponte para aproximar certo empresário do ramo supermercadista de clubes de vários estados. Um deles é o Cruzeiro, com quem o empresário recentemente iniciou parceria envolvendo jogadores.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 13h21
[] [envie esta mensagem
] []





Clássico é clássico

O Cruzeiro fez o dever de casa. Venceu o clássico contra o maior rival (2 a 1, esta tarde, no Mineirão) e atingiu dois importantes objetivos: não se distanciar do líder Flamengo e manter-se no G-3, o grupo dos que vão à Libertadores.

 

Com o resultado, o Cruzeiro ainda assumiu o segundo lugar na tabela com 21 pontos, interrompeu a seqüência de três jogos sem vitória e ainda empurrou o Galo para baixo.

 

Atlético que se mantém com 12 pontos e agora completa cinco jogos sem vitória.

 

O gol de Danilinho, aos 33 minutos do primeiro-tempo, fica na memória principalmente pelo drible no goleiro Fábio.

 

Também na memória fica o gol de Martinelli, aos 36, chutando de primeira. Assim, como o gol de Ramires, aos 44 minutos, gol este que decretou a vitória Azul.

 

E assim como fez pela manhã no jogo Brasil x França, pela Liga Mundial de vôlei, a torcida deu um show no clássico à tarde.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 18h57
[] [envie esta mensagem
] []





Brasileiro/TV

Assembléia realizada na sede do Clube dos 13 na última quinta-feira, 10, decidiu as novas fórmulas de distribuição dos valores referentes ao pacote do sistema pay-per-view para o Campeonato Brasileiro no triênio 2009-2011.

A receita fixa para os vinte clubes que disputarão a Série-A é de um mínimo garantido de R$ 110 milhões, R$ 125 milhões e R$ 135 milhões, referentes aos anos de 2009, 2010 e 2011, respectivamente, acordados com a Globosat.

Na nova proposta de divisão, sugerida pelo próprio presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, e acatada pelos clubes afiliados à entidade, o valor mínimo garantido será por fidelização. Ou seja, se um clube obter 5% de torcedores assinantes no PPV, receberá os mesmos 5% de receita.

A entidade não acredita que os clubes de maior torcida levem vantagem neste sistema, já que times de menor expressão podem ter uma torcida com classe social mais elevada. Além disto, a transmissão de TV aberta de clubes com maior torcida pode diminuir a participação deles no pay-per-view, já que estes torcedores não precisariam pagar para assistir os jogos.

Já a premiação pelos valores adicionais, que poderão ser obtidos caso a venda de assinaturas seja grande, será dividida de acordo com a posição dos clubes na tabela do Brasileirão. O intuito do Clube dos 13 é valorizar os clubes que estiverem na frente da disputa.

A proposta, que foi aprovada pelos clubes, aguarda apenas um método de aferição que será criado pela Globosat, detentora dos direitos de transmissão do pacote de pay-per-view.

Pacote de telefonia

Dos sete pacotes que participam da negociação, apenas direitos internacionais de TV e telefonia ainda estão em negociação.

A Rede Globo ofereceu R$ 5 milhões anuais para o pacote de telefonia. Se o Clube dos 13 e os times aceitarem o valor - que será discutido nas próximas assembléias -, 50% do lucro ficará com os clubes e a outra metade com a Globo, sendo que a emissora poderá repassar a transmissão para operadoras de telefonia.

Flamengo

A reunião da última quinta-feira, 10, contou com a presença do vice-presidente do Clube de Regatas Flamengo, Delair Dumbrosck. Entretanto, o time carioca continua sendo o único time a não assinar nenhum dos contratos referentes aos pacotes comercializados pelo Clube dos 13 com a Rede Globo.

Corinthians e São Paulo, clubes que ainda apresentavam resistência, assinaram todos os acordos nos últimos dias.

c/ MM Online



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 12h13
[] [envie esta mensagem
] []





Está na coluna Radar, de Veja On line:

Clube dos Treze vai processar Ipiranga


O Clube dos Treze prepara-se para entrar na semana que vem na Justiça contra a Ipiranga. O motivo é a promoção que a rede de postos  de gasolina do grupo Ultra está fazendo. Nela, distribui 10 000 camisas dos grandes times brasileiros. O Clube dos Treze quer receber uma proposta financeira para liberar o uso da imagem dos times. Alguns clubes já notificaram a empresa individualmente. Agora, o ataque à Ipiranga será em conjunto.

O preço de Luxemburgo

Vanderlei Luxemburgo cobra 35 000 reais para dar uma palestra. Pode falar de superação, motivação ou como se tornar um vencedor - o freguês escolhe o tema. E tem muita gente que paga por isso.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 12h04
[] [envie esta mensagem
] []





Willy Gonser – uma vida dedicada ao jornalismo esportivo

O jornalista e narrador esportivo Willy Gonser, está completando 55 anos de profissão neste ano de 2008.

 

O Willy, com quem tive o prazer de conviver durante 12 anos, período em que trabalhei na rádio Itatiaia, tem somente de profissão quase duas vezes a minha idade.

 

É uma pessoa completa, sem dúvida. Adora uma praia, acampamento e sua “baixinha”.

 

É daquelas pessoas com quem, em 10 minutos de conversa, você ganha mais conhecimento do que acumulou nos últimos 10 anos, sem exageros.

 

Além de tudo é um companheiro maravilhoso, pai exemplar e profissional inigualável. Não por acaso já cobriu 11 copas do mundo.

 

Muito respeitado é referência para profissionais como Galvão Bueno, Luciano do Valle e outros. Todos gostam muito do “Alemão”, que deve estar muito orgulhoso do Guilherme Gonser, iniciando carreira de repórter.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 11h56
[] [envie esta mensagem
] []





Futebol

 

Em relação ao futebol do Ipatinga, tenho a dizer que se continuar a jogar como fez diante do São Paulo e do Cruzeiro, o time não só continuará na primeira divisão, como também terá chances de disputar um torneio internacional.

 

 

Esclarecimento: Como estou trabalhando fora de Minas (no Estado de SP), nem sempre consigo ver todos os jogos dos mineiros. Por este motivo, não posso fazer comentários mais aprofundados sobre todos os jogos.

 

Estive no Morumbi vendo São Paulo e Ipatinga, assim como vi Palmeiras x Atlético e outros pela TV. À pouco assisti a um compacto de Ipatinga e Cruzeiro.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 18h58
[] [envie esta mensagem
] []





Itair x Abras

Recebí diversos e-mails no dia de hoje, de blogueiros pedindo para que comentasse as declarações do Presidente e dono do Ipatinga, Itair Machado, após o empate de 2 a 2, diante do Cruzeiro, no Ipatingão.

 

Itair disse, em entrevista à Rádio Itatiaia, que o repórter Roberto Abras recebe dinheiro do Atlético para divulgar informações de interesse do clube.

 

Há vários anos, ouço comentários a respeito de jornalistas que receberiam dinheiro de clubes, CBF e federação e é fato que existem.

 

Sobre Roberto Abras, posso dizer que trabalhei com ele por 12 anos (1992 a 2004), sempre foi um profissional engajado, bem preparado e prestativo.

 

Sobre Itair Machado, acompanhei seu período pré-Ipatinga até 2005 e de lá pra cá com menor freqüência. É um cara esforçado, com boa visão de futuro.

 

Roberto Abras construiu uma carreira de mais de 40 anos, em sua maioria na Rádio Itatiaia. É respeitado e tido como um bom profissional.

 

Itair Machado foi dono de bingo (quem não se lembra da Azulzinha do Trenzinho?) e para prosperar seu negócio, fundou o Ipatinga FC.

 

Com o negócio dos bingos sendo proibido e minguando no Brasil, partiu para o negócio do futebol, inaugurando uma “estreita” parceria com os “Perrella”.

 

Parceria esta, no mínimo estranha. Durante os últimos 15 anos, Itair recebe jogadores, profissionais de preparação física e técnica e outros benefícios, tudo gratuitamente, vindo do Cruzeiro. É uma verdadeira “Pairceria”!!!

 

Neste meio tempo, Itair fez amigos e se tornou um especialista em negociações. Um dos maiores mercados do presidente-dono do Ipatinga, está na Europa, mais precisamente em Portugal.

 

E assim vive o Ipatinga servindo de ponte para empresários (vide o caso envolvendo Marcinho) e para as negociatas de Itair Machado e dos “Perrella”. Negociações muitas vezes obscuras e mal explicadas.

 

Itair não explicou o caso do suborno ao jogador do Villa Nova, na reta final do Campeonato Mineiro.

 

Itair não explicou algumas ameaças de morte que teria feito a pessoas que estariam indo contra seus interesses.

 

Itair responde à diversas ações na Justiça, entre dívidas do Telebingão do Social FC, dividas à empresas e pessoas físicas, à Fazenda Estadual e também na esfera policial.

 

Quanto à repórter receber dinheiro, isto também é preciso ser investigado!



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 18h55
[] [envie esta mensagem
] []





Uma notícia me pega de surpresa na tarde desta sexta-feira. Notícia esta publicada pelo site comunique-se.com.br e reproduzida no blog do Carlos Ferreira: http://carlosferreirajf.blogspot.com/  


Rede Globo troca de afiliada no interior de Minas Gerais

A Rede Globo terá uma nova afiliada em Minas Gerais. A partir de 01/08, a TV dos Vales passa a transmitir a programação da emissora nas cidades de Corenel Fabriciano, Governador Valadares, Ipatinga, Timóteo, Caratinga e região. A TV Leste, que atualmente cobre a área, não terá o contrato renovado por, de acordo com comunicado da Globo, não corresponder aos padrões de excelência da emissora.

A TV dos Vales tem sede em Coronel Fabriciano e já utiliza recursos de tecnologia digital.



Ou seja, Futebol na Globo a partir de 01/08, é pelos canais 43, em Ipatinga, 23 em Valadares e 10,
em Fabriciano.

A TV dos Vales vinha retransmitindo a Record desde sua inauguração em 2007.

Record que vai passar a ser transmitida pela TV Leste, porque Édson Gualberto de bobo não tem nada!



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 16h33
[] [envie esta mensagem
] []





Atlético 1 x 1 FLamengo

Ao contrário do jogo contra o Palmeiras, em que poderia ter goleado no primeiro-tempo, o Atlético esteve irreconhecível ontem.

 

Irreconhecível porque o Flamengo dominou a primeira etapa e poderia ter construído um belo placar, diante de um adversário nervoso.

 

Marcinho, aos 16 minutos, fez 1 a 0 e depois perdeu várias chances.

 

Na etapa-final, o Galo voltou com outra cara e respondia cada ataque do Flamengo com o mesmo vigor.

 

Aos 31, Marcos empatou para a alegria dos 33 mil atleticanos presentes.

 

Aos 41, a trave salvou o Flamengo, no chute Serginho.

 

E cada lado ainda reclamou um pênalti não marcado.

 

Mesmo dentro de casa, empatar com o líder isolado não deixa de ser um bom resultado.



Escrito por Cláudio Luiz Nunes às 13h01
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]